Conheça os estranhos e maravilhosos personagens de Death’s Door

Summary

  • Death’s Door já está disponível para Xbox One e Xbox Series X|S!
  • Jogadores são lançados em um mundo peculiar e curioso em que Corvos são responsáveis por coletar as almas dos mortos.
  • Conheça algumas das estranhas e maravilhosas personalidades que você encontrará logo cedo na sua jornada.

Há alguns meses revelamos Death’s Door – já disponível para Xbox One e Xbox Series X|S – nosso jogo de ação e aventura sombrio e peculiar sobre um corvo espadachim responsável por recolher as almas dos mortos. Desde o anúncio, a resposta do público tem sido incrível. Recebemos muita confiança na nossa ideia para este jogo desde que começamos o desenvolvimento quase quatro anos atrás, e tem sido muito reconfortante ver quão entusiasmados todos estão em controlar um pássaro com uma espada e explorar este mundo inusitado que criamos!

Queriamos compartilhar um pouco mais sobre o mundo que você vai entrar, e sobre uma grande quantidade de personagens que deverá conhecer logo cedo na sua jornada.

Você joga como um corvo que trabalha para a enigmática Comissão da Ceifa, uma organização burocrática que foi estabelecida por uma criatura misteriosa conhecida como o Lorde das Portas. Os Ceifadores ficam no escritório principal da organização conhecido como o Hall das Portas, esperando que novos trabalhos sejam atribuidos.

Os Corvos

Os Ceifadores da comissão são todos Corvos, recrutados para colher as almas dos mortos. Eles usam uma série de portas que conectam dois pontos quaisquer no espaço para viajar e completar suas tarefas. Essa tecnologia passada a eles pelos Lordes das Portas funcionam à base de energia d’alma, então manter um fornecimento de almas constante para a Comissão é um dever. Claro, você será recompensado pelo seu trabalho, com upgrades de aprimoramento de combate em retorno de suas custosas almas.

Nos dias de hoje, os trabalhos acontecem com menos frequência e de forma espaçada. A maior parte da vida no mundo se esvaiu vagarosamente e não sobraram muitos seres vivos, então não há muitas almas a serem ceifadas. Por isso, você se torna o assunto do escritório quando recebe a tarefa de capturar uma Grande Alma na sua próxima missão! As almas funcionam como um tipo de moeda na economia dos corvos – então entregar uma Grande Alma representa um bom dia de pagamento!

Steadhone o Coveiro

Um dos primeiros personagens que você encontrará quando embarcar em sua aventurá é o Steadhone. Ele é o coveiro do Cemitério Perdido, uma alma gentil que assumiu o dever de garantir que os falecidos na ilha tenham funeral e enterro adequados.

Steadhone tem um problema incomum que é certamente único entre os personagens que você encontrará neste mundo…Ele não pode morrer, até mesmo pelas mãos repletas de penas dos ceifadores. Ele acredita que o tempo dele neste mundo já acabou e que deveria ter morrido muitas luas atrás, mas ele continua vivo. Você pode descobrir mais sobre a história de origem dele se mergulhar a fundo nos segredos do mundo de Death’s Door. Nesse meio tempo, você com certeza proporcionará a ele um senso de propósito conforme você entrega bastante trabalho a ele (ao ceifar muitas almas)!

Pothead

Outro personagem que conhecerá na sua jornada, ele carrega uma maldição – apesar que essa daqui é bem estranha; ele tem um vaso no lugar de uma cabeça. A estranha Bruxa das Urnas amaldiçoou ele para que ele carregue um vaso de cerâmica sob os ombros para sempre. Por quê? Quem sabe? Nós sim, nós sabemos – mas você terá que jogar o game para descobrir.

Pothead é um cara simples com desejos simples. Ele está nem ai para combate, ele prefere jardinagem. Referindo-se como um horticulturista assíduo, Pothead deixou adoráveis vasos verdes cheios de terra por todos os cantos. Estes vasos se revelam ser sua salvação, permitindo que você plante sementes que achar no mundo e para que cresçam e curem sua vida! Obrigada, Pothead!

A Bruxa das Urnas

A misteriosa Bruxa que amaldiçoou seu amigo Pothead reside dentro de uma mansão luxuosa, rodeada por exuberantes (mas um pouco perigosos) jardins da propriedade. Vasos, urnas e cerâmicas se acumulam por todos os cantos da sua magnífica casa, e alguns deles até mesmo têm consciência própria.

Você terá a chance de encontrar e conversar com ela diversas vezes na sua jornada e ter um vislumbre da mente desta velha até que simpática e acolhedora (embora fissurada por vasos). Como alguém tão hospitaleiro poderia ter lançado uma maldição no Pothead?

Ela é a primeira de três Grandes Almas que você deve colher para libertar os mistérios por trás de Death’s Door. Conforme interagir com a Bruxa, você descobrirá mais sobre suas motivações e o impacto que ela tem no mundo ao redor dela.

Este foi apenas um gostinho do mundo peculiar de Death’s Door e seu habitantes, os quais esperamos que você ache cativantes, intrigantes e às vezes cômicos. Você encontrará estes personagens logo cedo na sua jornada, e muitos outras estranhas e maravilhosas personalidades o aguardam conforme você progredir no jogo.

É uma ambientação e um elenco de personagens que nós nos tornamos muito apegados com o passar dos anos, inspirados em tudo que amamos quando crianças. Ambos são ao mesmo tempo sombrios, um pouco absurdos e às vezes vagamente lindos, e mesmo assim tudo faz sentido – e mal podemos esperar para lhe convidar para entrar!